Como reduzir os problemas durante a consolidação de servidores

Os executivos relatam como tentam minimizar os problemas inevitáveis nos projetos, por meio de planejamento e análises

Mesmo os profissionais de TI mais experientes cometem erros durante projetos complexos de consolidação de servidores. E o diretor de tecnologia da informação da GetMyHomesValue.com – empresa norte-americana que presta serviços de marketing e análise para o setor imobiliário –, Joe Latrell, relata que descobriu isso na prática.

De forma geral, as iniciativas para virtualização são fáceis de justificar, tanto do ponto de vista financeiro como operacional, mas não representam algo simples de executar. Armadilhas, como um plano inadequado, suposições equivocadas ou falha para rapidamente detectar problemas na entrega, podem arruinar os projetos e o trabalho das equipes envolvidas nele.

Evitar desastres enquanto implementa um projeto complicado de consolidação, no prazo e no orçamento previstos, não é fácil. Na realidade, Latrell acredita que cometer pelo menos alguns equívocos ao longo do caminho é inevitável. “Algo dará errado, esteja preparado”, alerta o diretor, que completa: “Por outro lado, planejar e aprender com os outros ajudará a permanecer um pouco mais longe de erros óbvios e aqueles de grandes proporções.”

Mesmo que o mais cuidadoso planejamento não possa eliminar completamente os problemas no projeto, construir um desenho detalhado e ter uma estratégia clara ajudará a minimizar um bom número de tropeços. “Planejar é realmente a chave para consolidação de servidores”, afirma o especialista em TI da consultoria KDSA Consulting, Justin Gallagher.

Um planejamento detalhado permite criar um ‘road map’(roteiro) que ajudará os gestores a conseguir o conhecimento necessário para suprir os grandes problemas. “Eu penso que as pessoas não têm gasto muito tempo pensando sobre os desafios existentes no ambiente e como isso vai se comportar durante a migração para um ambiente virtual, bem como quanto isso custa em termos de estrutura, despesas recorrentes e disponibilidade”, explica Jeff Nessen, gerente da prática de consolidação de TI da integradora de sistemas Logicalis.

Gallagher diz que o plano de consolidação precisa também endereçar as necessidades futuras da organização. “Pense no que pode acontecer em um, três e cinco anos”, sugere o especialista. Ele analisa que servidores, software e outros sistemas precisam ser planejados para antecipar o crescimento futuro.

“Temos nos deparado com empresas que não alocaram espaço de armazenamento de dados suficiente ou não previram corretamente o poder de processamento dos servidores durante a consolidação”, conta Jason Cooper, analista da consultoria em TI C/D/H. Ele informa ainda que é bastante comum deparar-se com casos em que o CIO e sua equipe superestimaram os benefícios da transição do ambiente físico para o virtual.

Planejar é particularmente crítico no caso da gestão de um data center com equipamentos antigos e um orçamento limitado. E foi exatamente isso que Latrell encontrou quando assumiu a posição de diretor de TI da GetMyHomesValue.com. Na época, a companhia contava com diversos servidores – incluindo desktops melhorados –, separados em racks ou sozinhos. Assim, uma das primeiras decisões do executivo foi padronizar o ambiente e reduzir o número de máquinas de 23 para 12.
“Entendi que não tínhamos o orçamento para comprar novos servidores, assim, decidimos adquirir as máquinas que podíamos, em etapas”, relata.

Entendimento das tecnologias

Correr para realizar a consolidação sem um entendimento profundo das tecnologias e requerimentos envolvidos também é um caminho certo para falha. “A maioria dos equívocos que eu vi aconteceu quando alguém comprou uma dúzia de licenças de software para virtualização, implementou dois servidores e, então, começou a migração”, pontua Nessen. O especialista diz que o ideal é padronizar o máximo possível o ambiente de software e hardware.

O presidente da consultoria em TI BL&S, Harvey R. Morris, conta que sua empresa está hoje trabalhando para consolidar 14 servidores físicos em quatro ou cinco máquinas. A estratégia inicial era usar um servidor existente como backup de um equipamento virtual, mas logo ele descobriu que isso era impossível, uma vez que não existia compatibilidade entre os dois itens.

O diretor de TI do hospital norte-americano Mercy Memorial Hospital, Eric Mynster, informa que para evitar esse tipo de tropeço tem buscado o apoio de outros profissionais do setor para desenhar o projeto de consolidação dos servidores. “Falamos com três a quatro hospitais e aprendemos algumas lições com eles”, relata. As duas grandes dicas são: usar virtualização para migrar software e utilizar soluções portáteis de armazenamento para rapidamente mudar os dados dos servidores remotos para os sistemas instalados na organização.

Etapas corretas

Falhar ao sincronizar novos planos com o ciclo de vida dos sistemas instalados e as necessidades de negócio representa uma garantia de insucesso para a maior parte dos projetos de TI. Mas a consolidação de servidores exige ainda mais atenção, uma vez que os servidores guardam o coração de tarefas críticas às organizações.

Morris diz, por exemplo, que tentou coordenar a consolidação com o calendário de reposição dos servidores. Ao mesmo tempo, o executivo tem a preocupação de não causar problemas para a companhia. Para isso, evita que as transições dos equipamentos ocorram durante o fechamento mensal de resultados, por exemplo.

A seguir, acompanhe os cinco passos para ter sucesso no plano de consolidação de servidores:

1.    Comece pela pesquisa. Ter um sólido entendimento das diferentes técnicas e tecnologias de consolidação irá ajudar a aprimorar o planejamento do projeto

2.    Desenhe os objetivos operacionais e financeiros. Identifique exatamente o que o projeto pretende, em termos de escopo, performance e custos

3.    Crie um cronograma. Para minimizar o impacto da mudança para os negócios e as operações de TI, desenhe um cronograma. Tenha certeza de que ele prevê um tempo extra para acomodar inevitáveis ajustes no projeto

4.    Coloque no papel. Um documento descrevendo os objetivos, os detalhes do sistemas, as integrações necessárias, as responsabilidades pela gestão dos servidores e outras questões ajudarão o CIO, sua equipe e fornecedores externos a ficar em sintonia

5.    Prepare o suporte. Assim como qualquer grande projeto de TI, a consolidação exige o apoio dos executivos da organização. Assegure-se que os usuários de negócios entendem os benefícios e, até mesmo os riscos, da virtualização.

Fonte: John Edwards, Computerworld US

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s